Primavera-verão

Meu entusiasmo com a primavera européia veio cedo demais. Na semana seguinte a meu último texto, uma onda de calor se espalhou pela península provocando um alerta nacional. Dizem os especialistas — e os cito porque o caso é para estudiosos — que se trata de uma temperatura completamente atípica, muitíssimo “acima da média para o período”. O fato é que os termômetros estão já há quase duas semanas acima dos 30 graus. Ri, e ri muito, da minha própria ingenuidade: por mais que no Rio Grande do Sul estejamos nas franjas dos trópicos, as tais massas de ar quente vinham do eixo central da Terra e duelavam com as massas de ar frio (pelas quais torcia visceralmente) provenientes da Antártida, Patagônia, Argentina. Aqui o ar quente vem do deserto do Saara, o que é quase uma grife.

Evidentemente poderia ficar pior quando se trata de calor — e sobretudo quando eu o estou sofrendo. A Pianura Padana, região geográfica que corresponde ao vale do rio Pó e da qual Padova é uma espécie de capital vêneta, é praticamente a única parte baixa do terreno italiano. Todo o resto do país está sobre montanhas — os Alpes, longitudinalmente ao norte; os Apeninos de norte a sul. A névoa padana de inverno é um símbolo da característica de planície. No verão essa umidade transforma-se numa massa dispersa, mas que de tão consistente chega a alterar a luz solar que chega ao solo. É uma luminosidade etérea, como se viu em algumas passagens do Senhor dos Anéis, algo fosco, menos brilhante. O céu, azul vivo no início da primavera, tornou-se nesses dias de um branco levemente celeste.

Como todo calor úmido, tem-se a sensação de que o próprio corpo é uma espécie de esponja. As pernas ficam bambas, a cabeça dói com uma pressão constante. Impossível ler um livro, caminhar na rua, sentar-se na frente do computador. Tudo isso há um mês do início do verão. Parece que amanhã um vento ameniza a temperatura. Vem da Rússia, o tal vento. O que faz um novo duelo, Saara x Sibéria, para o qual já escolhi meu lado. | Juliano Bruni

Advertisements

1 Commento

Archiviato in Uncategorized

Una risposta a “Primavera-verão

  1. Carol Paulino

    Ju, não acredito que foste passar calor na Europa!! Eu confesso que ri um pouco, sim.
    Ah, deixa eu aproveitar o comentário pra te desejar feliz aniversário mega atrasado!
    Que email está usando? Entra em contato: anacarolina@riseup.net.
    Beijão pra ti e pra Veri. Saudades!

Rispondi

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...